quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

02:22

Primeiro de dezembro, último mês do ano, mês mágico. O mês de reflexão, mês de fazer tudo valer a pena.
Eu parei de escrever à algum tempo, comecei a acumular coisas dentro de mim. Muitas coisas, aliás. Junto com cada letra, desce uma lágrima, uma angústia. Cada crise existencial, cada dor não compartilhada, cada sofrimento, cada dúvida agora desmoronando sobre meu rosto.
Passei tanto tempo tentando coisas, sonhando, imaginando e no fim, nada concreto. Destruí amizades, amores, corações. Destruí a mim mesma com o tempo.
Acho que eu não sou o tipo de pessoa que nasceu com o dom de saber lidar com a fase da adolescência. Eu sofro a toa, vivo intensamente, me arrependo de coisas que não fiz e de algumas que fiz também. Sou contraditória e meio louca, mas tímida ao mesmo tempo.
Estou tão confusa e tão sozinha que já me perco nos dias, nos momentos, em tudo. Espero respostas de pessoas que não querem mais conversar comigo, amigas que já não passam de meras conhecidas e momentos que estão no passado e insistem em continuar nos meus pensamentos.
Eu pensava ter o dom da escrita à alguns meses atrás, mas a minha dor está atrapalhando tudo. Minha mente está embaçada e minha visão também, mas por motivos diferentes. Queria alguns dias longe, perto do mar, perto do céu, perto daquilo que significa algo pra mim. Um bom livro e o meu querido violão já bastariam como companhia. A brisa marinha leve bastaria para acalmar meu coração e o nascer e pôr do sol bastariam para eu admirar o horizonte. Um momento a sós, um momento feliz, longe dos problemas, das tristezas, das coisas que não estão ao meu alcance.
Queria ser do tipo de pessoa que esquece dos problemas alheios para ser feliz, mas eu não sou assim. Eu choro e sorrio junto daqueles que eu amo. Se há problemas com eles, há comigo também. E é por isso que eu sofro tanto, sou sentimental demais.
Esse mês meu objetivo é ser feliz, reatar amores, reatar amizades, reatar laços que nunca deveriam ter sido cortados. Esse mês eu quero acreditar em mim e nos meus sonhos novamente, quero parar de chorar e conseguir o que eu não consigo a muito tempo: sorrir. Quero cumprir promessas e pedir desculpas. Quero fazer o ano ter valido a pena. Quero ser eu mesma.
Que venha dezembro, pois eu estou pronta para recomeçar a viver.

Um comentário:

Kate disse...

i follow u
follow me if u want sweetie :)
xoxo