domingo, 3 de agosto de 2014

Give me love


Me dê amor como deu a ela, pois hoje estou me sentindo extremamente triste e sozinha. As lágrimas que caem do meu rosto mancham a minha camiseta de cinza escuro e elas me dizem que eu deveria deixar o sentimento ir embora. Essas ideias rondam a minha mente durante toda a interminável noite. Talvez eu possa te ligar qualquer dia, depois que o meu sangue for apenas álcool. Sabe, eu só queria segurá-lo contra mim.
Me dê um tempo para pensar ou vamos terminar logo com isso, foi o que você disse, e tudo o que eu queria era amor. Nós brincávamos de tiro ao alvo, mas eu não percebi que em mim havia um grande circulo vermelho e fui eu que sai machucada. Tudo o que eu queria era o gosto amargo da sua boca na minha. Pelo amor de deus, me dê amor! Pelo amor de deus, me dê amor!
Me dê amor como nunca antes deu a ninguém, pois ultimamente eu tenho dado tudo de mim para você. E pode até ter passado um tempo, mas eu continuo sentindo o mesmo... Isso pode até parecer doentio então talvez seja a hora de ir embora e deixá-lo para trás. Mas eu lutarei até o fim e com certeza eu irei te ligar esta noite depois que o meu sangue for todo álcool. Você sabe que eu só queria segurá-lo contra mim.
Me dê um tempo para pensar, foi o que você disse, e talvez possamos brincar de tiro ao alvo novamente. Porém talvez eu preferisse que o meu coração não fosse mais o alvo. E toda vez que eu penso no gosto amargo da sua boca, é como se eu brincasse sozinha com os dardos, me acertando de novo e de novo e de novo. Me dê um tempo, foi o que você disse, e tudo o que eu conseguia dizer era: me dê amor. Me ame, como a amou e me dê amor.
Me ame e me dê amor, foi só o que eu pedi, mas os dardos eram mais cruéis do que suas palavras afiadas. Tudo o que eu quis te dar foi amor. Você disse que sentia falta do gosto amargo da minha boca, mas os seus sentimentos já haviam passado do prazo de validade e tinham apodrecido.
Pelo amor de deus, se você tivesse me dado amor... Talvez hoje só os meus beijos fossem amargos. E eu continuo pedindo, me dê amor porquê você sabe que eu te amei como nunca antes amei alguém.

Nenhum comentário: