domingo, 5 de outubro de 2014

Uma indignação de 2012

Sabe, quando eu decidi mudar totalmente de área e decidi que queria prestar medicina, a maioria das pessoas fez direto a seguinte pergunta: "É por causa do seu namorado?". Antes eu só respondia "não" e fim de papo, porém, hoje, eu tenho o complemento dessa resposta.
Dá tristeza no coração ver como são os médicos do SUS, dá maior tristeza ainda ver pessoas precisando dos serviços deles e estes fazendo pouco caso. E é MUITO FÁCIL falar isso sem ter alguém que você ama muito precisando dos serviços destes médicos que DEVERIAM ter escolhido essa profissão (que pra mim é uma das mais lindas) para salvar vidas, para curar as dores e doenças das pessoas... Mas ultimamente as pessoas já fazem a prova do vestibular pensando nos seus futuros salários. Óbvio que dinheiro é importante e é mais óbvio ainda que todos queremos bons salários, porém estes devem ser consequência do seu rendimento mensal.
É triste ver OS MESMOS MÉDICOS fazendo um LIXO de diagnóstico quando o paciente é do sus e os diagnosticando corretamente quando seus pacientes são particulares. Mas espera aí, eles não estão sendo pagos pelo governo pra tratar os pacientes como devem ser tratados? Não estão sendo pagos pelo governo para diagnosticar CORRETAMENTE um paciente? E eu não estou falando de UM médico, e sim de vários. Eu só queria desabafar como está sendo difícil e doloroso ver a luta da minha mãe todos os dias. Está sendo difícil ter que aceitar que, se esses médicos DE MERDA tivessem prestado atenção na minha mãe, eles teriam a diagnosticado corretamente e hoje ela não estaria passando por todas as dores, por todas as corridas para o hospital, por todas as noites sem dormir... A minha mãe está sofrendo MUITO porquê esses médicos que trabalham no sus não dão a mínima pra própria profissão.
Desde o começo do ano, quando a doença dela não estava avançada, ela corre atrás de médicos pra descobrir o que tem. Ela não passou com um ou dois, FORAM VÁRIOS. Incluindo uma equipe inteira que a analisou e tudo o mais. E todos disseram que “não era nada grave”. Todos passavam algum tipo de remédio e a mandavam pra casa. Agora, no final do ano, com a doença totalmente desenvolvida, o ÚNICO médico que quis prestar atenção nela a diagnosticou direito. E sabe o que ele disse? Que o primeiro médico que ela passou já deveria ter notado que não era uma coisa simples. Ela passou até com o médico especializado no sistema digestório (onde está a doença dela) e não foi dado o diagnóstico correto.
Então, agora, eu posso dizer que é por isso que eu quero prestar medicina... Pra fazer a diferença, pra ser uma boa médica, pra dar valor PRA TODOS os pacientes, e ainda mais para os que não tem condições de procurar ajuda em clínicas particulares.
Se eu choro hoje por causa dessa situação é de raiva por causa desses médicos que não sabem o valor da própria profissão. E não sabem porque não importa se eles vão fazer ou não o que é certo, se eles vão diagnosticar ou não direito, no final do mês o salário chega. Só espero que a pessoa que eu mais amo no universo fique bem logo e que tudo corra bem. E isso foi só um desabafo.

Nenhum comentário: