terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Num minuto de saudade

"Chove.Chove torrencialmente aqui em minha cidade... Mas esta chuva nem se compara aos mares de lágrimas que já chorei por sua ausência. Que fique claro que digo "sua ausência" no sentido físico, porque estais sempre comigo na minha mente, e isso me machuca. A sua presença permanente em minha mente, em meu corpo, em minha alma e a sua presença temporária em meu cotidiano, atrapalha a minha plena felicidade, pois só você é a minha plena felicidade.Os dias de chuva são como os dias que passo sem você: as ruas da cidade são vazias, da mesma forma que fica meu coração sem você, o céu fica fechado, da mesma forma que meu rosto fica sem você, e as águas despencam dos céus, da mesma forma que meus olhos buscam a sua presença e sentem falta dos seus olhos. Meus dias sem você são assim: tristes, opacos, vazios.O bom é que depois da chuva sempre vem o sol. E este sol, pra mim, é você. O sol que ilumina o meu dia e que traz felicidade para o mundo, o Sol que guia o ritmo do mundo, que faz com que as plantas sigam seu movimento pelos tropismos. Sim, estas plantas sou eu e você é o meu sol. Eu sigo você e dependo de você. É você que me dá a vida, é você que me dá energia para seguir dia após dia. E, sem você, eu não consigo crescer, me desenvolver. Eu definho e morro na sua ausência.Enfim, esta é você para mim: a minha vida, a minha razão de ser, o meu motivo para seguir em frente e não desistir nunca e, se um dia eu pensei em desistir e retornei a lutar, esse motivo de eu ter voltado foi você. E por eu querer tanto ter um futuro maravilhoso e perfeito com você, sem erros absurdos (porque não somos perfeitos e sempre erramos em algum ponto), sem os erros que vemos os outros cometerem e faremos, nós dois, a nossa felicidade plena e linda da mesma forma que arquitetamos hoje. Eu te amo mais que tudo.  Você é a minha vida, meu amor."

Dele pra mim há algum tempo.

Nenhum comentário: